Mercado de Games vai destravar a Web 3.0, popularizar a Blockchain e tornar real o Metaverso




O que é a Industria de Jogos Eletrônicos?


O mercado de Games sempre foi pioneiro em avanços tecnológicos e práticas inovadoras. Seja em ações de marketing ou em dispositivos com processamento diferenciado ou periféricos de entrada diferentes do normal (Vide o exemplo Nintendo Wii e seus controles com acelerômetros ).


A verdade é que dizer que o mercado de games será vanguardista é chover no molhado.


Ainda para os mais céticos, vale lembrar que o mercado de Games já fatura mais que a indústria cinematográfica e o mercado musical desde 2007.

Com um crescimento de 10% ao ano, em 2015, o mercado de jogos eletrônicos já fatura mais que a cinema e musica JUNTOS.



 


Por que a Industria de Games, jogos eletrônicos, lidera a inovação no mundo?


Games foi a força transformadora de muitos momentos da sociedade e ninguém deu real valor. Os jogos eletrônicos por muito tempo sempre carregou um estigma de que é algo para criança. Porém, as crianças de ontem cresceram, jovens da década de 80 e 90 são pais e avós. É uma geração que cresceu ao mesmo tempo que a tecnologia.


Fator 1: Hardware desenvolvidos exclusivamente para os gamers

A indústria de Games sempre competiu por uma corrida tecnológica. Até a sexta geração dos games (Sega Saturn, Nintendo GameCube, Playstation e Xbox) havia uma corrida por entregar o melhor processamento e, principalmente, melhores gráficos.

A Nintendo quebra essa linha do tempo, quando resolve ficar para trás em gráficos e lança o Nintendo Wii com um controle revolucionário. Um controle que captura movimento. Nintendo Wii é um sucesso e navega pelo oceano azul vendendo games para pessoas que não eram "Gamers".

A Nintendo também navega em uma espécie de monopólio na categoria "Consoles Portáteis", a saída da Sony e a ausência do PSP, deixou território livre para a Nintendo avançar com o DS e agora com um híbrido Nintendo Switch.


Games evoluem em diferentes linhas do tempo e diferentes universos. Também não podemos esquecer do mercado de PC Games (Jogos que rodam em computador) que evolui igualmente e também do mercado de Jogos para Celular que passou por uma grande mudança com o surgimento da AppStore e Playstore.


Fator 2: Engajamento


Considerando engajamento como tempo dedicado há algo. Jogos entre todos os "serviços online" está no topo da lista em em maior engajamento. Não pense que o universo de games é apenas o jogo em si, este é um erro comum para quem olha os games de forma cética.

O universo gamer é constituído de uma ampla gama de "Coisas". Fanarts com ilustrações e digital arts incríveis compartilhadas aos montes no Deviantart. Também há Fanfics e textos completos sobre games preferidos. O universo gamer é tão vasto ou maior que o mercado cinematográfico, há jogos em que a história do jogo ou como as pessoas chama a "LORE" do jogo é tão vasta e extensa tal qual uma obra de JR Tolkien.

Nesta lista há: Séries (Arcane de League of Legends, DOTA, Cuphead, Witcher etc), HQ quadrinhos (World of Warcraft, Lux, etc), filmes cinematográficos (Assassins Creed, Prince of Persia, Warcraft, etc), livros, pornografia (Segundo a regra 34 e 35 da internet)


Fator 3 : A essência Lúdica do universo Gamer

O terceiro fator é a essência lúdica. Os jogos possuem uma liberdade muito maior do que a maioria das industrias no mundo. Isso não apenas dentro do ambiente dos jogos, mas podemos dizer que essa "Brincadeira" é algo aceito em toda a cadeira de produção de um game.

Poder brincar com as coisas não é algo normal na maioria das indústria. De fato, brincar é algo abominável para as empresas tradicionais; mas no mercado gamer é algo essencial.

Basta dizer que praticamente todos os jogos online já possuem seu "dinheiro fictício". Jogos que possuem cards Colecionáveis como Hearthstone ou Legends of Runeterra. Há jogos que tem seus terrenos virtuais conquistados em batalhas como Browser Games estilo Travian.



 


O que podemos esperar em um futuro próximo entre games e Blockchain?

Entre as aplicações que naturalmente vão migrar para o universo Blockchain podemos listar:



Blockchain em jogos: Cripto Moedas reais dentro do universo de jogos

O dinheiro fictício de um jogo pode se tornar um dinheiro com valor real em múltiplos universos.


Blockchain em jogos: Criação de Itens Limitados em jogos Blockbuster

A criação de itens de séries limitadas em jogos. Vender itens de forma ilimitada sempre foi o grande ganha pão das industrias de games. O fato das empresas poderem vender itens ilimitados em um mundo virtual torna o item algo de valor momentâneo para o jogador. O NFT Item torna possível que o item em si tenha um valor real na vida da pessoa, tornando possível também sua "comercialização".

Aqui existe um grande paradigma que ainda não foi resolvido na cabeça dos empresários de Games. Porém há uma solução inteligente e criativa que torna possível a geração de valor dentro de games (Mint).


Blockchain em jogos: Marketplace de Itens Limitados em jogos Blockbuster

Este é um recurso que é completamente natural e vinculado ao item anterior. Um marketplace de itens seria como o "Opensea" dos itens de games. Um item raríssimo em um jogo, mesmo antes do universo de NFT já poderia ser algo de valor extremo.

Historicamente em jogos MMO (Massive Multiplayer Online) houve situações envolvendo itens extremamente raros como uma carta Ghostring. Uma carta rara que tem apenas 0,01% de chance de ser adquirida ao MATAR um miniboss que aparece uma vez a cada XX tempo. Uma carta desta no universo oficial do jogo Ragnarok Online poderia chegar a valores exorbitantes no mundo real podendo ser comercializada por altas somas em dinheiro real no mercado negro.

O fenômeno no mundo real mais próximo seria a valorização da carta Black Lotus no jogo de cartas Magic The Gathering.

Este fenômeno da Black Lotus seria possível no mundo dos Games ONLINE através da tecnologia Blockchain.


Projetos e iniciativas já existentes


A iniciativa ArcadeNetwork

Um projeto muito audacioso que conta com o apoio de grandes empresas e empresários. De maneira resumida e simplificada, o projeto tem como objetivo tornar os valores e riqueza que o jogador conquistar em um jogo tornar algo transferível para outros universos via Blockchain.

A ideia a principio parece boa, mas possui algumas lacunas que ainda não foram respondidas. O primeiro passo seria a possibilidade de um jogador "Mintar" um item de dentro jogo para a blockchain. Ou seja, o jogador pode tornar o item que ele deseja algo real na blockchain. Guardando as propriedades e visual do item na blockchain. Um dos problemas, seria que o jogador que fez o "Mint" ainda possui o item no universo de origem. Na teoria, o jogador poderia "Mintar" quantos itens ele quiser na Blockchain. (O "Mint" é o termo designado para a criação de um NFT )

O projeto tem um roadmap bem estruturado e um cronograma absurdamente otimista (considerando que as integrações e o arcverse são coisas complexas de serem implementadas e o Cross Plataform não depende exclusivamente da iniciativa)

https://arcadenet.io/



Projeto Soulstone.club - NFT de múltiplas propriedades

O projeto Soulstone.club é um projeto que torna possível a criação de NFT´s de games com múltiplas aplicabilidades.

A ideia é algo muito simples basicamente seria possível vender e guardar as propriedades de um item e sua raridade em um algoritmo que pode assumir propriedades diferentes em diferentes mundos virtuais.

Um item raro seria raro em qualquer mundo com propriedades únicas e variadas em cada mundo . Na prática seria como um item RARO descentralizado multi universo. Sua pedra Soulstone poderia assumir uma forma diferente em cada jogo que você entrar sempre sendo igualmente raro, porém com propriedades distintas em cada jogo.




 

Metaverso Iminente: Onde termina a fantasia e começa a realidade


A aplicação das NFT´s nos jogos é apenas a ponta do iceberg. Jogos pioneiros como Axie Infinity sofreram um pouco com a popularização e descentralização, até então o jogo navegava em oceano azul e sem concorrentes o que acabou mudando em Dezembro de 2021.

O valor de um monstrinho Axie mais barato, em setembro de 2011, era 60 dólares. Atualmente, é possível comprar por 33 dólares. A chegada de novos jogos como BombCrypto.

Não se en gane com o valor dos bichinhos, o valor cair não é apenas um fator negativo. Principalmente pra entrada de novos jogadores, o que por muito tempo o valor de 60 dólares mínimo por bichinho tornava impossível para muitas pessoas entrarem e iniciarem no jogo. Um jogador precisa de, no mínimo, 3 bichinhos pra começar a jogar. Ou seja, é um valor relativamente alto para começar a jogar um jogo.


E qual seria o futuro do jogo pioneiro Axie Infinity?

Em atualizações recentes, o Axie Infinity vai "dar" os monstrinhos iniciais. Um jogador que estiver começando vai ganhar alguns bichinhos iniciais.

Outra iniciativa importante são as iniciativas de criação de novos jogos que podem utilizar os Axies.

https://axie.substack.com/





 

Leia mais sobre Games NFT e Play to Earn aqui no Blog


Autor: Juliano Kimura

Juliano Kimura trabalha no mercado de games desde 1999. Passou por grandes players do mercado de games.

Empresas para quem já trabalhou ou prestou serviços: Level Up Games, NCGames, Gameloft, Ecogames (Atual Solutions2Go), Konami, UZGames, Logitech G, Nuuvem entre outras. Melhor publisher de Jogos para Celular no Troféu Gameworld.




Fontes: O Globo Economia

Arcade Network



18 visualizações0 comentário